praia
17 de outubro de 2018 Última atualização: 14:44
Por Marcello Veríssimo
Foto: Bruna Vieira Guimarães

O caminho para o paraíso existe e segue pelo mar azul de Ilhabela, no Litoral Norte de São Paulo. Por ele, chega-se à praia da Fome, ao norte do arquipélago. Um local paradisíaco, um convite para esquecer os problemas da civilização.


Para chegar lá, só de barco. Escunas partem do píer do Perequê – em horários alternados. 

Foto: Bruna Vieira Guimarães

O astral é mantido alto com a ajuda de músicas variadas, cerveja, churrasco e refrigerantes. São 10 milhas náuticas (18km) durante 1h30 de navegação. E... chegamos!


Isolada em área de aproximadamente 150 metros de extensão, nas franjas da Mata Atlântica, a Praia da Fome permite ao turista ficar à vontade para relaxar e praticar mergulho livre podendo ver, literalmente, o fundo mar.


Um dia na Fome também sacia os mais curiosos. Uma lenda local conta que pouco depois da colonização, a praia teria sido utilizada pelos sinhozinhos como rota de tráfico de escravos, que chegavam em navios que cruzavam o Atlântico para vender negros às fazendas necessitadas de mão-de-obra. Outra informação é de que há pelo menos 300 anos produzia-se cachaça, cana e café no local. 

Foto: Bruna Vieira Guimarães

Casas antigas, pequenas e pintadas de branco, com janelas azuis dão o toque bucólico ao local, cujo cenário ainda é retocado por uma cachoeira.


O Píer do Perequê, de onde partem as escunas, fica na avenida Princesa Isabel, nº 104.







São eles que farão suas experiências inesquecíveis. Errar na escolha de um produto ou serviço pode prejudicar qualquer experiência. Nossos parceiros lhe garantirão momentos ímpares.