praia
05 de junho de 2018 Última atualização: 13:56
Por Estela Craveiro

Ao fim dos 12 quilômetros da praia da Enseada, que começa lá no Forte São Joãofica o Cantão do Indaiá, perfeito para quem gosta de praias isoladas, mas, nem tanto assim.


É o paraíso dos que estão em embarcações, que podem aportar ao largo e usufruir do abrigo do vento que vem do costão rochoso, no extremo norte da praia. Ótimo para aproveitar dias de sol em confraternização com vizinhos embarcados no principal point náutico de Bertioga. 

Foto: Antonio TK


Para quem chega a pé, a caminhada entre a avenida Anchieta e a praia já é um passeio em si, principalmente, se for feita por ruas secundárias do bairro, um dos mais antigos de Bertioga, predominantemente residencial, e com aquele jeitinho de vida de interior.


Mais para o sul, a praia vazia atrai os que gostam de preparar seu farnel e passar o dia, ou algumas horas, desligado do planeta. A frequência aumenta à medida da aproximação do trecho central, o mais movimentado, devido ao centro comercial do bairro.

Foto: Estela Craveiro/JCN


Movimento, hospedagem e comidinhas

O point perfeito fica um pouco adiante, na altura do Indaiá Hotel, já na porção norte da praia. À direita e à esquerda, barracas oferecem as gostosuras praieiras clássicas, como peixes e camarões frescos fritos na hora. É tanto espaço que você pode se acomodar sob os guarda-sóis das barracas e mergulhar o olhar no mar, quase sempre manso, sem ouvir o que falam seus vizinhos de mesa. 


A frequência costuma ser bem familiar, com muitos idosos e crianças. Claro que, no verão, o movimento na praia toda é maior, mas, no resto do ano, é uma tranquilidade só.


Bem urbana, embora com seu quê selvagem proporcionado pelo vigoroso arvoredo, que separa a faixa de areia das ruas, a praia do Indaiá tem ofertas de locação de cadeiras, guarda-sóis e pranchas de surfe. Nas ruas próximas há várias opções de bares e restaurantes, além de hotéis e pousadas, das proximidades da praia à avenida Anchieta. 

Foto: Mar Franz


Poesia e política

Um passeio adicional: entrar na última travessa que sai da praia, no canto norte, onde antes ficava o Senai e, agora, funciona a Faculdade Virtual do Estado de São Paulo. Em um quarteirão, você estará em uma pacata rua que passa entre as marinas e o campo do Indaiá Futebol Clube, contornando um trecho de mata cheio de nascentes de água.


No fim dele, o tesouro está escondido em uma ruazinha sem saída, à direita, com casarões antigos. A caminhada termina na entrada da residência da família dos industriais Ermírio de Moraes, que, em 1937, adquiriu o terreno onde, em 1917, o advogado, jornalista e poeta santista Vicente de Carvalho, estabeleceu o então chamado Sítio Indaiá. É como se estivéssemos de volta a algum lugar do passado.


Cantão do Indaiá

De volta à rua, em mais 50 metros adiante você encontrará outra surpresa do bairro, uma prainha pequena, de água muito tranquila, localizada atrás das pedras que protegem o Cantão do Indaiá. Geograficamente, na realidade, ali é o canto sul da praia da Riviera de São Lourenço. Na prática, o recanto também é chamado de Cantão ou de Costão do Indaiá. É um lugar especial para adeptos do rapel, que enchem o lugar de adrenalina, descendo por 20 metros de costão rochoso. Até porque, em Bertioga, no momento, é o único lugar onde o rapel é permitido.

São eles que farão suas experiências inesquecíveis. Errar na escolha de um produto ou serviço pode prejudicar qualquer experiência. Nossos parceiros lhe garantirão momentos ímpares.