passeio
15 de julho de 2019 Última atualização: 15:30
Por Luciana Sotelo

 

Foto: Luciana Sotelo


Largo Marquês de Monte Alegre, número dois, em Santos. Esse é o ponto de partida para um verdadeiro “mergulho no asfalto”. Por ser uma das cidades mais antigas do Brasil e possuir um centro histórico pra lá de charmoso, Santos tem o passado impregnado em suas construções de época; nelas é possível identificar períodos importantes da trajetória do nosso país.


Então, reserve um dia inteirinho para conhecer a fundo essas maravilhas. Comece pela manhã, sem pressa... Permita-se aceitar o convite para essa viagem no tempo, que começa na belíssima e pioneira Estação do Valongo, a primeira do estado de São Paulo. Ao passar os olhos pela fachada do prédio, inaugurado em 1867, e caracterizado por linhas neoclássicas marcantes da arquitetura vitoriana do século XIX,  vai parecer que você está num cenário de filme, ambientado nos tempos áureos do café, da ferrovia Santos-Jundiaí, por onde se escoaram o grão e outras riquezas que movimentaram os negócios e tornaram possível o desenvolvimento de São Paulo e do Brasil.


Aproveite para registrar em fotos os mais variados ângulos do empreendimento projetado na Inglaterra. Com construção inspirada na Victoria Station, de Londres, a obra traz muitas simbologias, a exemplo da torre com um relógio, marco da pontualidade britânica, e também o mundo capitalista e sua frase típica: “The time is Money”. Há ainda quatro leões que simbolizam o poder do império britânico de então.


Outra curiosidade: trata-se da única construção, na região, preparada para escoamento de neve, mesmo nunca tendo sido utilizada essa função, por motivos óbvios de estar num país tropical.

Foto: Susan Hortas


Depois de contemplar a relíquia arquitetônica, que hoje abriga a Secretaria de Turismo (Setur), a opção é embarcar num veículo pitoresco para continuar no clima de glamour. Ali mesmo em frente à Estação do Valongo, você sobe a bordo de um dos bondinhos de Santos, todos  originais do século passado, alguns com mais de cem anos, inclusive. Originários da Escócia, Portugal, Itália e Estados Unidos, os bondinhos são a marca registrada da cidade, sucesso nacional. Irresistíveis.


Com saídas de hora em hora, eles percorrem 5km, quase todo o centro histórico; são mais de 30 atrações ao longo do percurso, com duração de 40 minutos. O melhor: o passeio é monitorado por guias de turismo, ou seja, é praticamente uma sala de aula ao ar livre.

Olha o bonde aí, gente...

Vale destacar que existem vários tipos de bonde na programação, porém, não é permitido escolher. Entre os seis modelos, destaque para o Bonde Aberto, ou Bonde 32, e para o Bonde Fechado, o Bonde 40, ambos de 1911. O primeiro é o mais antigo elétrico em circulação no país. Ele tem capacidade para 45 passageiros e foi o pioneiro da linha turística de Santos, em 2000. Já o segundo tem mecânica escocesa e é conhecido como “Bonde Camarão”, devido a sua carroceria fechada e cor original vermelha. Este começou a circular na linha turística em 2002 e tem capacidade para 28 passageiros.

Foto: Francisco Arrais


Torça para sentar na janelinha, assim, você consegue uma visão privilegiada dos atrativos do passeio, que começa pelo caís do porto santista, o maior e mais importante da América Latina. Na sequência, os monumentos se revezam na paisagem, entre eles: Palacete Mauá (a mais antiga casa residencial preservada); Panteão dos Andradas (que abriga os restos mortais de José Bonifácio, o patriarca da Independência do Brasil); Conjunto do Carmo (um dos mais antigos relicários do barroco brasileiro); Monumento a Braz Cubas (fundador da Vila de Santos); Palácio José Bonifácio (sede da prefeitura); Igreja Nossa Senhora do Rosário (originária de uma capela construída por escravos no século XVIII); Monte Serrat (que abriga o santuário da padroeira da cidade); Fonte de Itororó (que abastecia os moradores e navios nos séculos XVI e XVII); Outeiro de Santa Catarina (um marco da fundação da cidade); rua do Comércio (maior praça cafeeira do mundo no século XX); Bolsa do Café (palacete que traduz a riqueza do café); Casa da Frontaria Azulejada (fachada com sete azulejos portugueses pintados à mão); Santuário de Santo Antônio do Valongo (construído em 1640); Museu do Pelé (instalado nos antigos Casarões do Valongo, a maior edificação paulista do século XIX).


Se ficou um gostinho de quero mais, vale a pena uma visitinha completa, a pé, por essa rota que traz à tona um acervo rico e marcante da história do Brasil.

Pausa para o almoço

Antes de completar o roteiro, é hora de fazer uma merecida pausa para o almoço. Ali mesmo, a pouquíssimos metros do desembarque, é possível degustar uma comida de qualidade, no térreo da Estação do Valongo, no restaurante-escola Estação Bistrô, um projeto de qualificação no ramo de alimentos e bebidas, iniciado em 2012, para jovens em estado de vulnerabilidade social. Por meio de uma parceria entre a prefeitura e a Universidade Católica de Santos, funciona de terça-feira a sábado, das 12h às 15 horas.

Foto: Luciana Sotelo


O chef Júnior Monteiro revela que o cardápio tem grandes atrativos já consagrados como a meca santista (prato símbolo da cidade); salmão ao queijo brie com risoto de damasco; mignon café, entre outros. Mas, para  o inverno, a pedida é a costelinha barbecue e o frango crocante (que acompanha risoto três queijos e molho barbecue de banana da terra). Não há como resistir!


Para repor por completo as energias e seguir a programação turística, nada melhor que fechar com chave de ouro a refeição com uma deliciosa bomba de chocolate com café. A casa tem um ótimo atendimento, cardápio abrangente que inclui pratos kids e abriga no salão 84 pessoas. Vale a pena ajudar o projeto e apreciar um prato sofisticado por preço acessível.

Um templo para o rei

O que há de mais moderno no programa também retrata o passado. O  Museu Pelé traz em um acervo rico com a trajetória do jogador Edson Arantes do Nascimento, o Rei do Futebol. Na entrada, o visitante é recebido por um guia de turismo, que explica como deve ser o percurso pelo museu, com mais de quatro mil metros quadrados.

Foto: Luciana Sotelo


Ainda no térreo, o visitante confere uma espécie de linha do tempo, com trechos da infância pobre do jogador, na cidade de Três Corações, passando pela sua iniciação no mundo da bola, a chegada ao Santos Futebol Clube, estreia na Seleção Canarinho e muitas outras conquistas dignas de um gênio.  


Tudo isso é apenas um leve aperitivo pelo que vem pela frente. Na sequência, é preciso acessar o terceiro pavimento e vir descendo os andares, conforme indicação da guia, para acompanhar a exposição temporária Copas e 1 Rei, que retrata as glórias e memórias das copas das quais Pelé participou: da Suécia, em 1958; do Chile, em 1962; da Inglaterra, em 1966;  e a saudosa Copa do México, em 1970, quando o Brasil, com a ajuda de Pelé, conquistou a taça Jules Rimet.


Para quem gosta de futebol, é emocionante ver-se diante de tantas glórias. Entre títulos, camisas, bolas, chuteiras, vídeos e recordações, o visitante termina o tour com a sensação de alma lavada por conhecer em detalhes a vida de um esportista que é orgulho nacional.


E viva a história, viva a memória preservada, viva a curiosidade, viva a cidade de Santos, que nos revela muitos tesouros num único pedacinho de terra chamado centro histórico.

Festa Inverno

Maior festa beneficente da cidade e um dos principais pontos de encontro das férias de julho, a Festa Inverno desse ano ocorre de 28 de junho a 28 de julho, no estacionamento da Arena Santos. O evento oferece música ao vivo com bandas da região, espaço para exposição e venda de artesanato, barracas de jogos típicos e parque de diversões para as crianças.

Foto: Francisco Arrais


É possível saborear pratos de sete restaurantes, 15 lanchonetes, e quiosques de doces caseiros mantidos por entidades parceiras do Fundo Social de Solidariedade (FSS). A renda adquirida com a venda dos lanches e refeições será revertida para as ações das instituições, que atendem milhares de pessoas em toda cidade.

 *Avenida Rangel Pestana, 184, Vila Mathias. Entrada franca.

São eles que farão suas experiências inesquecíveis. Errar na escolha de um produto ou serviço pode prejudicar qualquer experiência. Nossos parceiros lhe garantirão momentos ímpares.