beach&co
17 de outubro de 2018 Última atualização: 15:00
Por Marina Veltman
Foto: varios

Dona das praias mais famosas de todo o litoral de São Paulo, São Sebastião possui, ao longo de seus 110 quilômetros de extensão, mais de 30 praias com perfis e características diferenciados. Aqui, vamos "passear" pela costa sul, região conhecida pelas notórias Juquehy, Cambury e Maresias, além de Barra do Sahy e Una, por exemplo.


Famosas por suas belezas, infraestrutura hoteleira e ampla gastronomia, essas praias recebem, juntas, cerca de 1 milhão de turistas por ano. Porém, após a badalada Maresias, escondem-se algumas pérolas sebastianenses ainda pouco exploradas pelos turistas.


São praias com pouco ou nenhum estabelecimento comercial, muito verde e uma sensação de que é possível se esquecer do tempo por ali, a olhar os pescadores em suas canoas, ou descansar sob um abricoeiro, sentindo a brisa fresca do mar... É esse paraíso - não secreto, mas pouco frequentado e muito próximo das praias mais tradicionais - que apresentamos aqui para você.

Paúba é logo ali

Se você está hospedado em Maresias, uma ida à Paúba é quase que obrigatória. A menos de cinco minutos de carro, a vizinha seguinte a Maresias, para quem vai sentido Ilhabela, pode ser acessada também por uma trilha com início no canto direito da praia de Maresias, conhecido como Canto da Barra. De intensidade leve, o percurso, realizado em cerca de 30 minutos, pode facilmente ser feito na companhia de crianças pequenas.


Do alto do morro, no mirante, é possível vislumbrar toda a extensão de Maresias e as ilhas de Alcatrazes e Montão de Trigo. Também dessa trilha sai o acesso para a praia do Saco, pequena faixa de areia localizada entre Maresias e Paúba, rodeada por pedras e com grande concentração de ouriços e estrelas-do-mar.


Uma vez em Paúba, vale uma pausa para olhar suas ondas tubulares, que quebram bem próximo à areia, perfeitas para a prática de bodyboard. Pequena, é possível percorrer toda sua extensão em alguns minutos. E ainda voltar para curtir um pôr do sol do alto do morro, com visual de arrasar.

A terra dos abricós

Foto: Pedro Rezende

Na sequência de Paúba, mas com acesso apenas pela estrada, encontramos a residencial Santiago. A praia, de areias brancas e finas, com menos de 1 quilômetro de extensão, fica a cerca de sete minutos, de carro, de Maresias. Com pouquíssimos estabelecimentos comerciais (apenas um quiosque em seu canto direito e um camping no canto esquerdo), Santiago é perfeita para famílias com crianças maiores, acima de oito anos.


De ondas tubulares e fortes – mas bem menos potentes do que as de Maresias - a praia oferece diversão seja para quem gosta de ‘furar onda’ e ‘pegar jacaré’, como para quem quer águas calmas e tranquilas, encontradas em seu canto direito, com piscinas naturais formadas entre as pedras que protegem os banhistas da rebentação.


Os abricoteiros presentes em toda a orla oferecem, além de um visual peculiar deslumbrante, muita sombra para os turistas, que podem tranquilamente esquecer o guarda-sol em casa. 

O charme da cultura caiçara

Foto: Bruna Vieira Guimarães

Seguindo pela estrada, a próxima praia é Toque-Toque Pequeno, a cerca de 10 minutos de Maresias e com pouco mais de 1,5 quilômetro de extensão. Toque-Toque, explicam os pescadores caiçaras, é ‘ilha’ em tupi-guarani. Com a pequena ilha da Tartaruga como cenário, Toque-Toque Pequeno encanta pela pequena vila, com capela, parquinhos e uma infinidade de canoas - pertencentes aos pescadores que residem no bairro – descansando na areia. A praia conta ainda com dois restaurantes, que usufruem da pesca artesanal realizada no bairro para oferecer porções fresquíssimas aos turistas.


De novo na estrada, em mais dez minutos chega-se a Toque-Toque Grande, praia essa com apenas 400 metros de extensão. O nome diz respeito à enorme ilha em frente à praia, cenário para os mais belos pores do sol sebastianenses.

Foto: Bruna Vieira Guimarães

Exclusivamente residencial, a Toque-Toque Grande surpreende pela vasta vegetação preservada e pelo clima de exclusividade e tradição que impera no local, lar de uma grande comunidade caiçara.

Incomparável Calhetas

Foto: Luciano Vieira

Entre as Toque-Toque, existe o acesso à trilha para Calhetas, distante 15 minutos de Maresias. A praia, no interior de um condomínio fechado, não pode ser acessada por carro, e sim, apenas por caminhada de cerca de 15 minutos, em meio a eucaliptos e plantas nativas.


O difícil acesso e as pouquíssimas casas construídas no condomínio fazem de Calhetas um local com clima de praia deserta. O visual de águas verdes claras dos dois lados da praia, separados por uma pequena faixa de areia que leva a uma ilhota é um presente para os olhos.


A famosa cachoeira da praia, quando desemboca no mar, forma uma série de piscinas naturais de água doce, um conforto para quem passa o dia todo no paraíso. 


Outro diferencial é o bosque presente no morro que emoldura a praia, além de amplo gramado e árvores que garantem sombra e sossego para todos: normalmente, não mais do que alguns  sortudos, que conseguem fantasiar com um tempo distante, onde tudo que importava era o verde exuberante da mata, o barulho da estonteante cachoeira de Calhetas e a vista para a ilha e a praia de Toque-Toque Grande.


Bom saber

Porém, por não possuir nenhum estabelecimento comercial e estar relativamente distante da avenida, é importante lembrar-se  de levar repelente e algum alimento e água,  garantia de forças necessárias para subir o caminho de volta. Fica a dica!


São eles que farão suas experiências inesquecíveis. Errar na escolha de um produto ou serviço pode prejudicar qualquer experiência. Nossos parceiros lhe garantirão momentos ímpares.