atrativoshistoricos
15 de outubro de 2018 Última atualização: 14:59
Por Eleni Nogueira
Foto: Pedro Rezende/Arquivo

Uma visita ao Museu Marítimo de Santos, nos coloca frente a verdadeiros “tesouros” que jaziam no fundo do mar, e que nos contam histórias de aventuras, guerras e conquistas. E mais! Ainda é possível fazer um curso de mergulho. 


Então vamos ao passeio: a decoração criativa contempla lemes, quadros, boias, louças, garrafas, peças diversas e até partes de embarcações. É a chamada arqueologia subaquática, graças a qual, os estudiosos podem reconstruir fatos acontecidos há muito tempo. No caso do Museu Marítimo, a até 300 anos.

Foto: Pedro Rezende/Arquivo

Antigos equipamentos de mergulho como o escafandro, uma composição de roupa, botas e capacete feitos de metais pesados para manter o mergulhador no fundo do mar, também podem ser vistos no museu.

O piso superior é dedicado à história da navegação em todo o mundo. O salão exibe modelos, maquetes e miniaturas de navios e embarcações que remontam ao século X, como por exemplo, um barco Viking. Uma preciosidade é a rara coleção de livros e manuscritos, entre os quais um diário, de 1039, de um tripulante do navio-escola alemão Gorch Fock. O acervo conta com a 1ª edição do livro A Marinha D’Outr’ora, de 1895, escrito por Afonso Celso de Assis de Figueiredo, o Visconde de Ouro Preto, fiel servidor do imperador D. Pedro II.

Foto: Pedro Rezende/Arquivo

Há peças comemorativas de importantes eventos da história do Brasil, como exemplares de pratos do 4º Centenário da Descoberta do Brasil e louças da nossa Marinha, datadas de 1910. Uma estante expõe miniaturas de navios da 2ª Guerra Mundial e até do dirigível Zeppelin, uma das primeiras aeronaves da aviação comercial, que atravessou o Oceano Atlântico, em 1935, em direção à América.


Agora vamos às incríveis histórias

Entre as fascinantes histórias reconstituídas pelo Museu Marítimo está a de um navio pirata francês que afundou em 1718, ao tentar saquear um navio mercante, também de bandeira francesa. Além do saque, a embarcação pretendia invadir a Vila de Cotinga, em Paranaguá. O navio pirata naufragou antes de atingir este objetivo, devido a um forte temporal, mas que no imaginário dos moradores da ilha passou à história como sendo um milagre de Maria Santíssima Senhora do Rosário, que atendeu às preces dos assustados fiéis. Conta-se, também, que piratas sobreviventes garantiram que o navio estava carregado de moedas de ouro e prata.


Outra história a ser conferida data de tempos mais recentes, 1939, quando o navio alemão Windhuk chegou ao Porto de Santos com centenas de refugiados da 2ª Grande Guerra Mundial. Como o Brasil não mantinha relações amistosas com a Alemanha, o comandante ordenou a substituição do nome original existente no casco da embarcação para Santos Maru e a troca de sua bandeira por uma  japonesa.


Ao atracar, foi constatado que não havia sequer um japonês a bordo, e que a maioria dos passageiros e tripulantes tinha olhos azuis e falava alemão. Todos foram presos e enviados ao interior de São Paulo. 


Entre os mais trágicos e conhecidos acidentes está o do Príncipe das Astúrias, considerado o Titanic brasileiro, ou seja, o maior acidente marítimo do país. Seu naufrágio, em 1916, na Ponta da Pirabura, parte sul de Ilhabela, ocasionou a morte de 477 pessoas. Utensílios de cozinha, como garfos e colheres, garrafas e luminárias, recuperados de seus destroços, também se encontram em exposição no museu.

Quer aprender a mergulhar?

O Museu Marítimo oferece curso de mergulho com aulas práticas realizadas diretamente nos destroços de alguns dos navios naufragados. Destina-se a pessoas a partir de 15 anos de idade, tem uma semana de duração, primeiro com aulas teóricas e em piscina e, depois, em mar aberto, geralmente em Ilhabela. O certificado internacional é concedido pela CMAS (Confederação Mundial de Atividades Subaquáticas), e permite o  mergulho em qualquer lugar do mundo. 

Importante anotar

O Museu Marítimo fica à avenida Governador Fernando Costa, 343, na Ponta da Praia, em Santos, a 50 metros do Museu do Mar. Funciona diariamente, menos às terças-feiras, das 9 às 18 horas, com entrada a R$ 25,00. Outras informações: (13) 3261 4808.



São eles que farão suas experiências inesquecíveis. Errar na escolha de um produto ou serviço pode prejudicar qualquer experiência. Nossos parceiros lhe garantirão momentos ímpares.